Lapsos de memória em pacientes jovens



Experimentar “brancos” na mente em situações importantes; esquecer o que estava fazendo quando se está no meio da tarefa; não lembrar onde acabou de guardar algo; esquecer uma matéria que acabou de ler... são situações corriqueiras que estão trazendo muitos jovens para avaliação neuropsicológica da memória: "será que eu tenho Alzheimer precoce? Você pode me avaliar em uma consulta?


Na minha página do Instagram, explico neste vídeo um pouco sobre a avaliação de memória.


Apresento essa experimentação de "brancos" como uma dificuldade pós-pandemia, apesar de ainda estarmos mergulhados nela, porque compreendo estar entre as principais causas de esquecimento a exposição contínua do cérebro ao estresse. Pessoas que vivem sob excessiva carga de informações, preocupações constantes, com alimentação inadequada, sono não restaurador etc. Infelizmente, estamos todos experimentando, a maior parte dessas situações, nesse período de isolamento social.


A avaliação de memória em pacientes jovens precisa considerar todos esses critérios, além de uma investigação aprofundada com exames e testes neuropsicológicos, junto com uma avaliação criteriosa da nutrição funcional, pois a vitamina B, dentre outros nutrientes, é fundamental para o bom funcionamento da memória.


O vídeo retrata um pouco do nosso olhar investigativo dentro da avaliação da memória. Acompanhe clicando aqui.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo