Princípios básicos da comunicação assertiva


Ao longo desses dez anos de atendimentos como Terapeuta de casais asseguro que a maior parte (senão todos) dos relacionamentos que acompanhei, encontravam-se com problemas direta ou indiretamente ligados à falta de habilidades para se comunicar.


A regra número 1 que estabeleço na terapia de casal é:

Enquanto um fala o outro escuta atentamente.

1. O marido fala e a esposa escuta;

2. A esposa fala e o marido escuta;

3. Eu falo e ambos me escutam.


É sempre interessante observar os olhares perplexos de um para o outro. Em muitos casos, essa é a primeira vez, em meses ou anos, que realmente ouviram um ao outro e estão surpresos com o que ouviram.


Só porque estão falando, não quer dizer que estão se comunicando. Estão primeiramente aprendendo a ouvir.


A verdadeira comunicação requer alguns princípios:


1. Precisa acontecer em um ambiente seguro, propício à expressão honesta dos pensamentos e sentimentos. Ambos precisam estar seguros de que não serão julgados ou retaliados com o que for exposto;


2. Ambos precisam abrir o coração e, ao transmitir seus pensamentos e sentimentos, precisam se sentir ouvidos e compreendidos.


3. A comunicação assertiva passa por cinco níveis de aprofundamento para chegar à intimidade. Alguns casais nunca chegam a desenvolver um nível mais profundo.


Esses são alguns pilares da verdadeira comunicação. Não é uma conversa rasa, exige um nível de profundidade maior e de confiança na relação para abrir conteúdos valiosos, bem como estar com o coração aberto para ouvir o outro e avançar para um nível mais profundo na relação.


#terapiadecasal #neuropsicologiacomeveninglopes #neuropsicologia #neurociencias #comunicação #comunicacaoassertiva #casamento #casal

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo