Violência contra a mulher

É considerado ato de violência toda agressão física, sexual ou psicológica que viola o outro de seus direitos humanos.

Infelizmente, os dados de violência contra mulheres são alarmantes e, pior ainda, grande parte dessas agressões são cometidas em ambientes privados, por pessoas com as quais se tem constituído vínculo afetivo, dentro de seus lares.

Dados públicos da OMS revelam que de 2006 a 2010 o Brasil encontrava-se entre os dez países com maior número de feminicídio. Se antes do isolamento social mulheres já sofriam violência doméstica, hoje os números de denúncia, no Brasil, somente pelo Disque 180, aumentaram em 9%.

A ONU revelou preocupação com as consequências da quarentena em todo o mundo, uma vez que o número de chamadas e pedidos de ajuda dobraram em países como o Líbano e Malásia e triplicaram na China, na Austrália e nos EUA. Acrescenta-se ainda que na África, 65% das mulheres são violentadas por seus parceiros.

A recomendação da ONU é para aumentar os investimentos em serviços online. Aqui no Brasil foi criado um aplicativo digital de denúncias que funciona como uma versão digital do disk 100 ou ligue 180. É mais um canal para registros de denúncias, que também podem ser feitos por terceiros que presenciaram esses fatos.

É de conhecimento geral o quanto as mulheres têm se destacado no mercado profissional e toda vez que uma mulher se levanta e impõe sua voz, há incômodos no universo masculino, tentando diminuir seu valor. Essa mensagem é de esclarecimento, pois a violência existe, é real e crescente e, muitas vezes, não é física.



#violencia #feminicidio #violenciacontraamulher #psicologia #psicologiaonline #apoiopsicologico #direitoshumanos #neuropsicologiacomeveninglopes

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo